quinta-feira, 2 de abril de 2020

Equador enterra 150 corpos de uma só vez





O governo do Equador informou na quarta-feira (31) que removeu 150 cadáveres que estavam em várias casas em Guayaquil, depois do caos ocorrido naquela cidade devido à pandemia do novo coronavírus que atrasou esse serviço.

As autoridades, porém, não confirmaram quantas vítimas da Covid-19 estão entre os 150 mortos.

Uma força-tarefa conjunta militar e policial criada pelo governo para lidar com essa emergência retirou 150 corpos nos últimos três dias, informou o porta-voz Jorge Wated.

Wated reconheceu as falhas do "sistema funerário" em Guayaquil, o que fez com que o serviço dos médicos legistas e das funerárias não atendessem rapidamente aos casos de mortes nas residências no meio do toque de recolher de 15 horas estabelecido no país.

Como resultado, o povo de Guayaquil começou a publicar nas redes sociais vídeos de corpos abandonados nas ruas e mensagens de ajuda de parentes para enterrar seus mortos.

A província de Guayas cuja capital é Guayaquil, concentra 70% dos casos da Covid-19 no Equador, que tem 2.758 infectados e 98 vítimas fatais desde 29 de fevereiro.

TORITAMA - “PRIMEIRO A VIDA E DEPOIS A ECONOMIA”, AFIRMA EDSON TAVARES




O Secretario de Desenvolvimento Econômico de Toritama, Edson Tavares, reiterou durante recente entrevista, a importância da preservação da vida apesar dos efeitos econômicos que o novo coronavírus poderá trazer para a economia. A cidade de Toritama tem se organizado para garantir assistência aos cidadãos que por ventura venham a ser contaminados pelo COVID-19.

Toritama é uma das principais cidades do Polo de Confecções e deverá sentir os efeitos econômicos motivados pela crise do novo coronavírus. Entretanto, o Edson defende que a vida deve estar em primeiro lugar. "Há uma grande preocupação com a economia, nós também temos essa preocupação. Mas eu penso que no momento agora, a preocupação maior tem que ser com a vida”, disse o mesmo.

Ações - Durante a entrevista, que foi concedida ao programa Cidade em Foco, Edson destacou algumas ações tomadas pela Prefeita Municipal, a exemplo da construção de um hospital de campanha com 40 leitos, contratação de mais de 30 profissionais da saúde, compra de quatro novas ambulâncias e pagamento antecipado dos servidores municipais como forma de aquecer a economia local.

Tempo - Edson Tavares não é otimista quanto a superação da crise em curto espaço de tempo, para ele, o vírus deverá se estender por meses e por isso é fundamental o isolamento social neste momento. "Olhando do lado clínico e cientifico, essa situação vai demorar muito ainda. A gente sabe que não é uma coisa para acabar hoje ou amanhã”, disse.

Isolamento - Ainda durante a entrevista, o mesmo criticou movimentos que pedem o fim do isolamento social. "Acho isso muito arriscado. A gente ver aí alguns exemplos internacionais de cidades que fizeram isso e hoje estão pagando um preço muito alto, muitas vidas que estão se perdendo”, argumentou o mesmo.

Economia - O Edson Tavares reconheceu na oportunidade que a economia deverá sofrer com a paralisação das atividades, entretanto, reiterou que a preservação da vida deve estar em primeiro lugar. "Não é uma situação fácil, a população está dividida, o Brasil está dividido entre duas opiniões. Mas, eu creio que nesse momento a gente tem que lutar pela vida. Primeiro a vida e depois a economia”, disse.

Festival do Jeans - Na oportunidade, o mesmo ainda reiterou que o adiamento do Tradicional Festival do Jeans de Toritama deverá ser mantido e só acontecer no mês de agosto, não havendo possibilidade de antecipação. "Não vejo como antecipar. Pelo contrário, eu vejo até uma possibilidade de ele ser postergado, vai depender do andar dos acontecimentos", disse.

VEREADORES DE SANTA CRUZ DESTINAM QUASE UM MILHÃO E MEIO DE REAIS PARA O COMBATE AO CORONAVÍRUS




Ação faz parte de um conjunto de medidas que a Câmara vem tomando no intuito de amenizar os efeitos da pandemia no município.

Como medida emergencial, os vereadores de Santa Cruz do Capibaribe decidiram realocar as emendas impositivas que cada um tem direito no orçamento anual do município. Cada parlamentar dispõe de R$ 107 mil para destinar à ações para o desenvolvimento da cidade.

Entendendo a gravidade da pandemia do novo coronavírus, os vereadores optaram por realocar as emendas que já haviam sido destinadas para as mais diversas áreas, centralizando para as pastas de Saúde e Ação Social, responsáveis diretas pelo enfrentamento aos efeitos da pandemia.

Somados, os recursos totalizam R$ 1.468.000,00. Confira como cada parlamentar destinou as emendas impositivas:



KLEMERSON PIPOCA



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Saúde do Município - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

53.500,00

02

Secretaria de Ação Social - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

53.500,00

AUGUSTO MAIA



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Saúde do Município - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

107.000,00

MARLOS MELO



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Saúde – COMBATE AO COVID-19 – Corona Virus

107.000,00

IRMÃO VAL



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Saúde do Município - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

43.500,00

02

Secretaria de Ação Social - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

43.500,00

ZÉ MINHOCA



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Saúde do Município - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

107.000,00


CAPILÉ DA PASLESTINA



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Saúde do Município - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

107.000,00

CARLINHOS DA COHAB



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Saúde do Município - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

53.500,00

02

Secretaria de Ação Social - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

53.500,00

DEOMEDES ALVES DE BRITO



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Ação Social - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19. (Doação de Cestas Básicas)

107.000,00

JÉSSYCA CAVALCANTI



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Saúde do Município - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

107.000,00

RONALDO PACAS



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Saúde do Município - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

97.000,00

 NAILSON RAMOS



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Saúde do Município - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

53.500,00

02

Secretaria de Ação Social - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

53.500,00

ZEZIN BUXIN



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Saúde do Município - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

53.500,00

02

Secretaria de Ação Social - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

53.500,00

ERNESTO MAIA



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Saúde do Município - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

107.000,00



HELINHO ARAGÃO



Programação Orçamentária

Valor R$

01

Secretaria de Saúde do Município - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

53.500,00

02

Secretaria de Ação Social - Ações de enfrentamento a pandemia do coronavirus no município – COVID19.

53.500,00

Recife retoma vacinação contra a gripe nesta quinta


Três pontos drive thru atenderão os idosos e os postos serão reabastecidos para os profissionais da saúde


A Prefeitura do Recife retoma nesta quinta-feira (2) a vacinação contra a gripe, após ter recebido 35 mil doses de vacina enviadas pelo Ministério da Saúde (MS). Com esse quantitativo, a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife poderá abrir três pontos para imunização dos idosos em esquema de drive thru e dará continuidade também à vacinação dos profissionais de saúde em cerca de 150 unidades de saúde.

Desde o início da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, no último dia 20, aproximadamente 175 mil idosos e profissionais de saúde foram imunizados, o que representa 70% do público-alvo total dessa primeira etapa, que vai até o próximo dia 15.

Os três postos em esquema de drive thru, nos quais a população com mais de 60 anos não precisa descer do veículo para receber a dose, são no Shopping Rio Mar, no Pina (em frente ao Diagmax); Shopping Recife, em Boa Viagem (entrada pela Rua Padre Carapuceiro), e avenida Abdias de Carvalho, n° 1.932, na altura da entrada da Chesf. A vacinação será das 8h às 17h.

Não haverá outros postos volantes, como escolas, clubes e associações de moradores, até o Ministério da Saúde enviar doses suficientes. Nos próximos dias, deverão ser enviadas mais doses para garantir a vacinação do restante do público-alvo desta primeira etapa. Já os profissionais de saúde continuarão sendo vacinados apenas nas unidades de saúde do Recife, na tentativa de separá-los do público com mais de 60 anos.
Embora a procura pela imunização tem excedido as expectativas, tanto no Recife como em diversas cidades do País, muito por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus, a Sesau reforça que a vacina contra gripe não previne da Covid-19. A prevenção é contra três tipos de vírus Influenza: A H1N1, A H3N2 e B.

Brasil fará teste em massa neste mês para saber número de infectados por coronavírus


Com dados mais precisos a respeito do espalhamento da doença, será possível fazer projeções do avanço da epidemia, descobrir quais são as regiões mais atingidas do país e planejar as medidas de contenção



O Brasil vai fazer um teste em massa para saber qual a porcentagem da população já foi infectada pelo novo coronavírus. Cerca de 100 mil brasileiros serão testados, em três etapas, a partir da metade deste mês de abril.

O Ministério da Saúde deve aprovar a realização do estudo nesta quinta-feira, contou à reportagem Erno Harzheim, secretário de Atenção Primária a Saúde.

O objetivo da pesquisa é estimar o alcance real da epidemia e o avanço do número de casos. Cerca de 33 mil pessoas serão testadas a cada duas semanas.

"Vai ser o primeiro retrato da doença pelo país, não apenas o retrato da situação daqueles que procuram os serviços de saúde com sintomas severos. Vai ser um grande instrumento para planejarmos o combate à doença, realizado por um grupo de cientistas independente", diz Harzheim.
Com dados mais precisos a respeito do espalhamento da doença, será possível fazer projeções do avanço da epidemia, descobrir quais são as regiões mais atingidas do país e planejar as medidas de contenção.

Parte da população, uma amostra, será testada para se saber quem foi infectado pelo vírus. Parece uma pesquisa de opinião, eleitoral, por exemplo. Mas, em vez de contar suas preferências para o entrevistador, a pessoa sorteada pela pesquisa vai dar uma amostra de sangue da ponta do dedo, coletada em sua casa.

Com os números do levantamento e estudos dos epidemiologistas, será possível decidir com base em dados científicos a necessidade de isolamentos: de que tipo, onde e até quando devem ser implementados. Com tais informações, será possível decidir quando os brasileiros, aos poucos, poderiam voltar a suas atividades rotineiras.

Com a estimativa do número real de infectados, de doentes evidentes e de assintomáticos, será possível projetar ainda quantas UTIs, ventiladores e outros equipamentos serão necessários para tratar os doentes em cada região.

O trabalho será coordenado por Pedro Hallal e epidemiologistas da Universidade Federal de Pelotas (Ufpel). O grupo de Hallal, que também é reitor da Ufpel, começa a partir deste final de semana um teste em massa no Rio Grande do Sul. A equipe científica vai contar também com pesquisadores de USP, FGV do Rio, Unifesp, Uerj e UFCSPA (Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre).

Hallal disse que pretende começar a pesquisa (um "inquérito sorológico") na semana que começa no dia 13 de abril.

O trabalho será bancado por recursos federais, do Fundo Nacional de Saúde, diz Harzheim, o secretário do ministério da Saúde que supervisiona o projeto, também gaúcho e professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul nas áreas de medicina social e epidemiologia. Os testes serão fornecidos pelo ministério. Harzheim diz que assinará nesta quinta-feira a medida para que o projeto deslanche e tenha recursos.

"Os dados que eles vão coletar poderão fazer toda a diferença. Não temos saída [a não ser fazer a pesquisa, o 'inquérito sorológico']. Precisamos de dados para planejar. Esse isolamento não pode continuar por muito mais tempo", diz Claudio Struchiner, médico, matemático, epidemiologista e professor da Escola de Matemática Aplicada FGV do Rio.

Avião com insumos para combate ao coronavírus chega ao Recife




A aeronave C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB) chegou ao Recife, na tarde desta quarta-feira (1º), transportando aproximadamente nove toneladas de insumos para utilização da população no combate à Covid-19. A missão foi designada pelo Ministério da Defesa em apoio ao Ministério da Saúde, faz parte da Operação Covid-19.

Além de Pernambuco, outros cinco estados do Nordeste serão contemplados com a iniciativa. Bahia, Sergipe, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte também terão à disposição produtos como álcool gel, medicamentos e testes para Covid-19. As cargas destinadas às respectivas cidades saem do Recife nesta quinta-feira (2).
Aproximadamente 2,3 toneladas ficarão em solo pernambucano. Dos itens recebidos, o Estado terá à disposição 6.828 unidades de álcool etílico, 2.440 óculos de proteção, 13.200 toucas hospitalares, quatro mil sapatilhas, 33.600 aventais, 602.500 máscaras, 606 mil luvas e 20.049 testes rápidos para a detecção do coronavírus. Todo conteúdo ficará estocado no Almoxarifado Estadual de Medicamentos, em Jaboatão dos Guararapes.

Vale lembrar que, até o momento, Pernambuco registra 95 casos de pessoas infectadas com o novo coronavírus, além de oito mortes.

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Problema mecânico faz motorista de caminhão perder controle e atingir barraca de madeira as margens da BR 104 em Caruaru.


 

Caminhão de empresa de colchões tem pane mecânica, faz motorista perder o controle e bater em barraca de castanha as margens da rodovia BR 104, próximo a Toritama.
O acidente aconteceu no início da tarde desta quarta-feira (01) às margens da BR-104 na comunidade do Novo Horizonte, próximo a Vila Canaã, município de Caruaru.

De acordo com as informações colhidas no local, o condutor seguia normalmente, com velocidade adequada em sua via, quando o veículo apresentou falha mecânica, e mesmo com toda ação do motorista, não foi o suficiente para o caminhão Mercedes Benz viesse a atingir a estrutura de madeira.
Por sorte não houve feridos, só danos materiais.

O motorista de um caminhão após perder o controle do veículo e atingir uma barraca de madeira erguida às margens da BR-104, conversou com as pessoas no local, comprometeu-se a arcar com o prejuízo material por parte do barraqueiro, deixou seu parceiro de trabalho no local e foi em busca de auxílio mecânico a fim de resolver o problema do veículo para poder seguir viagem.

Os responsáveis pela empresa foram informados e designaram equipe de apoio para o local. Texto: Wendell Galdino.



SANTA CRUZ, TAQUARITINGA E VERTENTES ESTÃO ENTRE OS 64 MUNICÍPIOS QUE ALEPE RECONHECEU ESTADO DE CALAMIDADE




A Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE) aprovou por unanimidade ontem (terça-feira), em sessão remota, projetos que reconhecem estado de calamidade pública em 64 municípios pernambucanos. Com esse reconhecimento, tais municípios deixam de ter algumas amarras para poder tomar medidas mais ágeis e com menos burocracia no combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).
 Apenas o estado de Pernambuco e o Recife já tiveram o reconhecimento de estado de calamidade, a partir da aprovação dos projetos na sessão do dia 24 de março. Por serem projetos de decreto legislativos, eles são promulgados pelo presidente da ALEPE, Eriberto Medeiros (PP).
 Apesar de ter sido a terceira sessão remota, esta foi a primeira vez que o Sistema de Deliberação Remota (SDR), aprovado na mesma data em que foi reconhecido o estado de calamidade no Recife e em Pernambuco, em 24 de março.
 Na ocasião, também foi aprovado o projeto que dispõe sobre os procedimentos para contratações destinadas ao fornecimento de bens, à prestação de serviços, à locação de bens e à execução de obras necessárias ao enfrentamento do coronavírus e o que criou o Fundo Estadual de Enfrentamento do Coronavírus - FEEC e o que o Sistema de Deliberação Remota (SDR) na Alepe.
 “Os parlamentares e servidores públicos estão à disposição, a postos, assim como estão também os servidores da saúde no combate a esta pandemia que assola nosso Estado, o país e o mundo, buscando soluções para minimizar o impacto do coronavírus na vida do povo pernambucano”, afirmou Eriberto Medeiros, no início da sessão desta terça (31).
 Os que tiveram o reconhecimento do estado de calamidade aprovados foram: Afogados da Ingazeira, Água preta, Aliança, Amaraji, Barra de Guabiraba, Belém de Maria, Betânia, Bezerros, Bodocó, Cabo de Santo Agostinho, Cabrobó, Camaragibe, Camocim de São Felix, Carnaubeira da Penha, Cedro, Condado, Cortês, Cumaru, Cupira, Custódia, Dormentes, Flores, Gameleira, Ibimirim, Ingazeira, Ipojuca, Itambé, Itapissuma, Joaquim Nabuco, Jurema, Lagoa de Itaenga, Lagoa dos Gatos, Limoeiro, Macaparana, Machados, Moreno, Olinda, Panelas, Paudalho, Paulista, Pesqueira, Petrolina, Poção, Ribeirão, Rio Formoso, Sairé, Santa Cruz, Santa Cruz da Baixa Verde, Santa Cruz do Capibaribe, São Benedito do Sul, São Bento do Una, São Lourenço da Mata, São Vicente Férrer, Serra Talhada, Surubim, Tacaimbó, Taquaritinga do Norte, Terezinha, Tracunhaém, Triunfo, Verdejante, Vertente do Lério, Vertentes e Vicência.
 Outros 19 municípios já entraram com pedidos para que a ALEPE reconheça estado de calamidade. Eles devem ser votados na próxima terça-feira (7), quando vai ocorrer a próxima sessão, por videoconferência. São eles: Afrânio, Águas Belas, Bom Conselho, Bom Jardim, Brejo da Madre de Deus, Canhotinho, Casinhas, Cedro, Chã de Alegria, Ferreiros, Gravatá, Itaíba, João Alfredo, Pedra, Rio Formoso, São João, Solidão, Tamandaré e Vitória de Santo Antão.
O que é estado de calamidade pública - A ideia do estado de calamidade pública é dar mais celeridade e diminuir a burocracia das ações administrativas nos municípios, neste caso para o combate ao novo coronavírus, como compra de insumos e equipamentos e contratação de profissionais.
O estado de calamidade pública desobriga os municípios de cumprir uma série de restrições e prazos estabelecidos pela LRF. Com isso, eles poderão criar cargos, nomear servidores, reajustar a remuneração, entre outras medidas, mesmo que extrapolem o limite de comprometimento da Receita Corrente Líquida com despesa de pessoal, que no caso do Poder Executivo Municipal é de 54%.
 O município permanece apto a receber transferências voluntárias, obter garantias de outro ente federativo e contratar operações de crédito. Em situações normais, a Lei LRF veda tais ações no caso de descumprimento do limite.
 Com o decreto, o Poder Executivo Estadual também pode não atingir os resultados fiscais previstos na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2020, que fixa as receitas e despesas para este ano. Isso quer dizer que, mesmo que a receita fique abaixo do previsto, o estado poderá gastar mais do que arrecada.
Trâmite - Os projetos aprovados (projetos de decreto legislativo) são de autoria da Mesa Diretora da Alepe. Ela atende a pedidos dos prefeitos, que decretam estado de calamidade no Diário Oficial do municípios para então pedir o reconhecimento para a Casa. Mas desde o momento em que são editados pelo prefeito, já valem no âmbito municipal para possibilitar determinação de quarentena e medidas sanitárias, por exemplo.
 De acordo com a LRF, cabe às assembleias legislativas reconhecerem essa condição tanto no estado como nos municípios. Essas matérias, que são Projetos de Decreto Legislativo (PDLs), dispõem apenas sobre questões fiscais do município em estado de calamidade.

SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE É CONTEMPLADA COM TRÊS NOVAS AMBULÂNCIAS



O município de Santa Cruz do Capibaribe foi contemplado na manhã desta terça-feira (31), com três novas ambulâncias zero quilômetro. A conquista aconteceu por meio de emendas parlamentares de bancada, realizadas por Bruno Araújo, ex-deputado federal e ex-ministro das Cidades. O anúncio foi realizado pelo prefeito Edson Vieira através de suas redes sociais, os investimentos são na ordem de 270 mil reais.

“O nosso sentimento é de gratidão pela vinda de mais três ambulâncias a cidade. O povo agradece a esse irmão chamado Bruno Araújo que nunca esquece de seus amigos. Com a aquisição desses veículos, a área de saúde conta hoje com 15 ambulâncias servindo a população”, pontuou o prefeito Edson Vieira.

“Nosso próximo passo será agilizar todas as documentações e sinalização desses veículos para que essas ambulâncias comecem a atender a saúde do município. Vamos agilizar a burocracia para que elas estejam servindo e ajudando a salvar vidas”, frisou Nanau Marques, secretário de saúde.

Recentemente, a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, através da Secretaria de Saúde, entregou duas ambulâncias 0km ao Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Os veículos são do modelo Sprinter, sendo uma unidade básica e outra com equipamentos avançados de caráter UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

PREFEITURA ABRIRÁ HOSPITAL DE CAMPANHA E ENTREGARÁ AMBULÂNCIAS




Nesta quarta-feira, às 16 horas, a Prefeitura de Toritama vai abrir um Hospital de Campanha temporário, onde funciona a Escola José Jota de Araújo, na Avenida João Manoel, para acolher ou dar suporte aos pacientes do município suspeitos ou infectados pelo COVID-19. Também serão entregues novas ambulância. A entrega será feita com uma transmissão ao vivo pelo Facebook e Instagram da Prefeitura de Toritama.