segunda-feira, 25 de maio de 2015

Mais um homicídio no município de Vertentes.


Homem e cavalo são atingidos por disparo de arma de fogo e morrem no local.
Na noite deste domingo, 24, no Loteamento Nova Morada, localizado no município de Vertentes, próximo à Toritama, acontecia um evento cultural, que contou com a presença de diversas pessoas. Segundo as informações colhidas no local, já era por volta das 18 horas e 40 minutos, quando dois homens chegaram numa moto (de modelo, cor e placas não anotadas) e se aproximaram da vítima e dispararam por diversas vezes, atingido - o na cabeça, nos braços e no tórax. Tamanho foram os disparos, que além de atingir a vítima, atingiu também o cavalo em que o mesmo montava. Vindo ambos a tombar sem vida ainda no local. A vítima foi identificada como sendo Natan Lino Silva, de 23 anos.
A polícia militar foi acionada por populares para se deslocarem até o Loteamento Nova Morada, próximo à Toritama, mas que pertencente ao município de Vertentes, pois ali havia ocorrido um homicídio. Logo ao tomar conhecimento do ocorrido uma viatura da Polícia Militar, se deslocou até o local citado. Ao chegarem lá, os policiais foram informados de por volta, das 18 horas e 40 minutos, duas pessoas chegaram em uma motocicleta de cor, modelo e placa não anotadas. Onde de posse de armas de fogo, se aproximaram da vítima e disparando contra o mesmo, atingindo o Natan, na cabeça, braço e no tórax. Tantos foram os disparos que chegou a atingir o cavalo da vítima que estava há cerca de 200 metros do mesmo. Ambos tombaram sem vida ainda no local.
A polícia militar fez o isolamento da área e encontrou algumas cápsulas de arma calibre 380, provavelmente a arma utilizada pelos assassinos. Após o isolamento a PM acionou a Polícia Civil, que esteve no local, muito bem representada pelos policiais: Dr. Sérgio Moura (Delegado do Departamento de Homicídios); Comissário, Lisboa, o Agente Alves e o escrivão, Zinaldo, ambos da Delegacia de Santa Cruz do Capibaribe.
Vale lembrar que tanto as viaturas da PM de Toritama e de Vertentes estiveram no local dando suporte a Polícia Civil. Após o levantamento cadavérico, o corpo de Natan, foi levado para o IML na cidade de Caruaru. Fonte: Vertentes Noticias.






Viatura da PM é incendiada em frente à companhia da corporação em Lajedo


Assim que perceberam, policiais conseguiram controlar fogo com extintor.
Carro foi levado à sede do 9º BPM, em Garanhuns, e polícia investiga.
Prejuízos ainda não foram mensurados, de acordo com a polícia (Foto: Arquivo/ Blog Agreste Violento)
Uma viatura da Polícia Militar foi incendiada na frente da Companhia de Lajedo, no Agreste pernambucano. A ação ocorreu quando os dois profissionais que estavam no veículo haviam entrado nesta unidade, para registrar uma ocorrência de apoio ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Assim que perceberam o fogo, os profissionais utilizaram o extintor, conseguiram controlar as chamas e não se feriram. Partes técnicas, documentos e componentes externos não foram danificados; somente as primeiras poltronas e o vidro. A corporação levou o veículo para a sede do 9º Batalhão, em Garanhuns, e o substituiu. Os prejuízos ainda não foram mensurados. O caso foi registrado na madrugada deste sábado (23) e será investigado pela Polícia Civil.

Até o momento desta publicação, a polícia não sabe quem teria jogado combustível e provocado as chamas, nem existem hipóteses para o crime. As informações são do major Hudson de Moura, relações públicas do 9º BPM.
Veículo foi levado à sede do 9º BPM, em Garanhuns (Foto: Arquivo/ Blog Agreste Violento)

Bandidos esplodem Caixa e atiram contra a polícia e um assaltante morre


PMPE: bandidos explodem a Agência do Bradesco e atiraram contra destacamento, o policiamento reage e um elemento é baleado a viatura da PMPE está crivada de bala.


7 BPM Santa Filomena


Por volta das 4:00h aproximadamente 10 elementos fortemente armados em um veiculo Gol branco e uma Strada vermelha explodiram a agência do Bradesco de Santa Filomena que fica uma residência após o destacamento. Os mesmos mantiveram a dupla PM encurradalada dentro do destamento mediante tiros. A viatura PM ficou crivada de balas. Os elementos fulgaram por Santa Cruz da Venerada em sentido Cabrobó. Já houve confronto com o GATI  do 7 BPM. Bandidos abandonaram Fiat Strada, um bandido ferido e preso pelo GATI, o qual informou que é de Cabrobó e os demais também são daquela cidade e de Salgueiro. Equipes estão terreno fechando o cerco sob comando do Cap PM França, Oficial de Permanência e do Oficial do Cecop, Ten PM Josenildo. Já está acionado apoio do 5 e 8 BPMs e 2 e 7 CIPM devido área de divisa onde elementos estão cercados. Também já está em deslocamento apoio da Ciosac. Nenhum  PM ferido.

Um assaltante Morto ate o presente. 


Avião com Huck, Angélica e filhos faz pouso de emergência em Campo Grande


Do UOL, em São Paulo
  • Fernando Antunes/Campo Grande News
    Avião com Angélica e Luciano Huck faz pouso forçado em Mato Grosso do Sul
    Avião com Angélica e Luciano Huck faz pouso forçado em Mato Grosso do Sul
Um avião que transportava Luciano Huck, Angélica e os três filhos fez um pouso de emergência em Campo Grande (MS) na manhã deste domingo (24). A assessoria de imprensa do casal confirmou a informação ao UOL e disse que estão todos bem.
Reprodução/Instagram
22.mai.2015 - Angélica é clicada por Luciano Huck na região do Pantanal onde gravou um especial do "Estrelas"

A família foi encaminhada para o hospital Santa Casa de Campo Grande, onde recebeu atendimento no setor de ortopedia. Estavam no avião piloto, co-piloto, duas babás, além da família Huck.
Segundo a médica Priscila Alexandrino, da diretoria técnica do hospital, há suspeitas de que Angélica tenha sofrido fratura na bacia e Luciano tenha fraturado uma vértebra. 
Às 15h44, a Santa Casa de Campo Grande divulgou nota informando que todos os feridos passaram por exames de raio-X e tomografia, e que nada grave foi diagnosticado. "Por solicitação dos familiares, a Assessoria de Imprensa do hospital comunica que não serão mais liberadas quaisquer informações a respeito do quadro clínico", afirma o hospital.
Após passarem pelos exames, os apresentadores conseguiram ser transferidos para o hospital Albert Einstein, em São Paulo.
Fernando Antunes/Campo Grande News
Um helicóptero ajudou no resgate dos feridos no acidente
O acidente
O avião, modelo Embraer 820C, decolou da Estância Caiman, na cidade de Miranda, e seguia para Campo Grande, em um trajeto de 230 quilômetros, quando sofreu uma falha. O piloto informou os controladores por volta das 11h.
Segundo o capitão médico Mauro Pascale, que participou do resgate, a equipe foi acionada por um alerta de acidente aeronáutico. "Chegamos ao local com quase nada de informações. O Corpo de Bombeiros já tinha assistido as vítimas mais leves. Quem tinha o estado um pouco mais grave era o piloto, que bateu a testa no painel e tinha um traumatismo crano-encefálico leve. Ele estava consciente e foi evacuado pela nossa equipe", afirmou.
Num segundo voo ao local, a equipe coletou material e fez fotos para ajudar na investigação. Por meio de nota, a FAB  informou que uma equipe do Quarto Serviço de Prevenção e Investigação de Acidentes (SEPIPA 4) seguiu para o local para apurar as causas do acidente.
À tarde, Lorena Leonardo, proprietária da fazenda, tentava controlar o movimento no local, cheio de curiosos. "Isso atrapalha a investigação, tem muita gente aglomerada", disse ela, que foi avisada pelo noivo do incidente. "Quando cheguei, Luciano e Angélica já tinham saído, só tinha ficado o piloto, que havia machucado a cabeça", contou.  
Foto Rio News
Angélica, Luciano Huck e os filhos passaram por exames
A Central Globo de Comunicação divulgou uma nota sobre o ocorrido, reforçando que a família passa bem. Leia a nota na íntegra: 
"O avião turbo-hélice Carajá que trazia do Pantanal, essa manhã, o apresentador Luciano Huck, a apresentadora Angélica e os filhos precisou fazer um pouso forçado nos arredores de Campo Grande. A família passa bem e foi levada para exames num hospital da capital do Mato Grosso do Sul.
O avião saiu da Fazenda Caiman, no Pantanal, às 9h e, em seguida, fez um pouso forçado num pasto a cerca de 30km de Campo Grande. Levada para um hospital da cidade, a família está bem, em observação e deve seguir hoje ainda para São Paulo".
Gravação do "Estrelas"

Angélica gravava um especial do programa "Estrelas" no Pantanal e era acompanhada por Huck e os filhos. Neste sábado, o apresentador havia publicado um vídeo da região em seu Instagram, elogiando a beleza do lugar. 

domingo, 24 de maio de 2015

Assaltos a ônibus voltam com tudo à BR-232


Felipe Vieira

Motoristas enfrentam riscos constantes de assaltos na BR-232 / Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

Motoristas enfrentam riscos constantes de assaltos na BR-232

Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

A BR-232 corta Pernambuco longitudinalmente, como uma espécie de espinha dorsal. Do Recife a Parnamirim, no Sertão, são 560 quilômetros de extensão, passando por 12 municípios. De longe, a mais importante via de integração entre as três regiões do Estado e a capital. Algumas das maiores cidades do interior, como Caruaru, Arcoverde, Salgueiro e Serra Talhada, estão no caminho. E são sete as unidades da Polícia Rodoviária Federal ao longo da rodovia – uma, em média, a cada 80 quilômetros. A lógica daria conta de que seria imprudente para qualquer grupo criminoso tentar uma investida contra ônibus e vans de passageiros numa estrada tão conhecida e movimentada. Mas a lógica tem sido sistematicamente desafiada na BR-232, principalmente no trecho de 70 quilômetros entre os municípios de Belo Jardim, no Agreste, e Arcoverde, na entrada do Sertão. Apenas este ano, quatro casos foram registrados, sem contar aqueles que a Polícia acredita que motoristas e passageiros sequer procuram as autoridades.
O terror tem horários e locais bem conhecidos. Entre meia-noite e 4h, descer a Serra do Mimoso, em Arcoverde, requer, para crentes e não crentes, uma boa dose de reza. O local é ermo e os criminosos abordam aproveitando a baixa velocidade que os veículos precisam manter na descida. “Eles têm um modus operandi definido: usam carros possantes, emparelham com os ônibus e já vão mostrando as armas. Algumas vezes chegam a atirar para o alto. Depois, desviam o veículo para alguma estrada vicinal, onde todos os passageiros são revistados e têm os pertences de maior valor levados”, explica o delegado de Pesqueira, José Luzia. Os assaltantes privilegiam dinheiro, telefones celulares e tablets.
Logo após a descida da serra, um trecho da estrada onde existe um posto abandonado de combustível também é local de abordagem da quadrilha. Foi nesse ponto onde, no último dia 12, um coletivo da empresa Progresso, que fazia a linha entre o Recife e Triunfo, no Sertão, foi abordado por criminosos. Moradores da região acionaram a polícia, que chegou em pouco tempo ao local. Houve troca de tiros e uma passageira foi ferida de raspão no rosto. “O ônibus ficou entre eles e os nossos homens, o tiroteio foi intenso, mas eles conseguiram escapar. São pessoas que têm um profundo conhecimento da região”, diz o major Edvaldo Heleno, comandante da 8ª Companhia Independente de Polícia Militar, sediada em Pesqueira. 

GALERIA DE IMAGENS

Serra do Mimoso, em Arcoverde, é um dos pontos críticos
Legenda
Anteriores
  • Foto%3A%20S%E9rgio%20Bernardo/JC%20Imagem
  • Foto%3A%20S%E9rgio%20Bernardo/JC%20Imagem
  • Foto%3A%20S%E9rgio%20Bernardo/JC%20Imagem
  • Foto%3A%20S%E9rgio%20Bernardo/JC%20Imagem
Próximas


Residencial Eldorado, um fantasma abandonado no bairro do Arruda


Lorena BarrosEspecial para o NE10
Mais de 224 famílias moravam no Residencial Eldorado, no Arruda / Foto: Lorena Barros/Especial para o NE10
Mais de 224 famílias moravam no Residencial Eldorado, no ArrudaFoto: Lorena Barros/Especial para o NE10
O sol mal tinha nascido naquela sexta-feira, dia 24 de maio de 2013, quando no Conjunto Residencial Eldorado, localizado no bairro do Arruda, Zona Norte do Recife, a vida de mais de 224 famílias mudou drasticamente: por volta das 7h, um dos 14 blocos do residencial rachou de cima a baixo. Após a constatação de que todos os prédios corriam o mesmo risco, o local foi desabitado. 
Hoje, quase dois anos depois, o fantasma do conjunto está presente não só na Rua da Regeneração - onde a movimentação de pessoas diminuiu e só um grupo de seguranças guarda os edifícios, que continuam “em pé” -, mas também em lares separados de muitos que tinham realizado o sonho de comprar uma casa própria e hoje vivem com auxílio-aluguel que varia entre R$ 1.200 e R$ 1.600, sem saber quando poderão respirar aliviados por estar de volta em um local só seu. 

A construção do condomínio foi finalizada em 1996. Por ter um preço acessível, o Eldorado foi a primeira moradia própria de muitos. No dia 30 de maio de 2013, uma semana após o ocorrido, a gerência de risco tecnológico da Secretaria Executiva de Defesa Civil (Sedec) afirmou que a utilização de material de baixa qualidade na construção do residencial foi o motivo do colapso de um dos blocos. Ainda segundo a Sedec, um laudo divulgado em 2007 afirmava que os blocos de alvenaria na base dos prédios não tinham resistência suficiente e precisavam passar por uma reforma. Os moradores afirmam não ter recebido nenhuma notificação do risco que corriam.

  • 1
  •  
  • 2
  •  
  • 3
  •  
  • 4
  •  
  • 5

Residencial Eldorado - abandonado há 2 anos

Conjunto habitacional, em que moravam 224 famílias, precisou ser desocupado após um dos seus 14 blocos rachar. Prédios continuam iguais, 2 anos depois
Crédito: Lorena Barros/Especial para o NE10

Residencial Eldorado - abandonado há 2 anos

Conjunto habitacional, em que moravam 224 famílias, precisou ser desocupado após um dos seus 14 blocos rachar. Prédios continuam iguais, 2 anos depois
Crédito: Lorena Barros/Especial para o NE10

Residencial Eldorado - abandonado há 2 anos

Conjunto habitacional, em que moravam 224 famílias, precisou ser desocupado após um dos seus 14 blocos rachar. Prédios continuam iguais, 2 anos depois
Crédito: Lorena Barros/Especial para o NE10

Residencial Eldorado - abandonado há 2 anos

Conjunto habitacional, em que moravam 224 famílias, precisou ser desocupado após um dos seus 14 blocos rachar. Prédios continuam iguais, 2 anos depois
Crédito: Lorena Barros/Especial para o NE10

Residencial Eldorado - abandonado há 2 anos

Conjunto habitacional, em que moravam 224 famílias, precisou ser desocupado após um dos seus 14 blocos rachar. Prédios continuam iguais, 2 anos depois
Crédito: Lorena Barros/Especial para o NE10

As rachaduras começaram nos apartamentos de terminação “01” do bloco A1. O A1301, no último andar, onde o estudante Luiz Henrique Oliveira da Silva morava há 17 anos, foi um dos mais afetados pelas fendas. Henrique tinha acabado de acordar quando ouviu dois fortes barulhos e viveu uma cena aterrorizante: “ao ouvir os estalos só pensei na minha mãe, nos abraçamos e vimos tudo se rachar, a porta da varanda caiu no chão, parte do piso se abriu, foi assustador”, afirma. Ele morava com a mãe, que na época tinha 49 anos e não retirou nenhum pertence além dos documentos pessoais de casa. 

No bloco A2, conjugado com o A1, era possível perceber que algo estava errado quando passos apressados desciam as escadas: “eu escutei muito movimento, as pessoas desciam rápido, achava que alguém com um problema sério de saúde estava sendo socorrido (...) quando cheguei na varanda vi que meu vizinho estava entrando no carro e disse ‘desça que o prédio está rachado de cima a baixo’”, foi nesse momento que a funcionária pública Mércia Cristina da Silva Machado, que morava no A2303 e não tinha ido trabalhar naquela sexta-feira, foi informada do incidente. Só ao descer as escadas ela percebeu o tamanho da destruição: “quando a cheguei lá embaixo os moradores do A1 estavam desesperados, chorando, o prédio estava rachado da varanda do terceiro andar até o térreo”.

“Compramos nosso apartamento em fevereiro de 95, quando o prédio já estava em pé e em fase de acabamento, entramos em 1996 e saímos de lá em 2013. Há dois anos que a caixa paga o mesmo valor de auxílio-aluguel, sem reajustes”, lembra Paulo Roberto Machado, marido de Mércia e um dos primeiros síndicos do residencial.

A movimentação nas redondezas do edifício está claramente menor quase dois anos depois da desocupação dos apartamentos. Além das rachaduras aparentes no bloco A1, alguns outros blocos estão sem janelas e grades (roubadas por invasores) e o mato é alto em alguns pontos. Segundo os seguranças que guardam o condomínio – que não quiseram se identificar -, as condições do local estavam piores antes deles chegarem, há mais de um ano. Eles afirmam, ainda, que por um curto período entre a desocupação dos apartamentos e a alocação da segurança particular para o local houve alguns casos de assalto na região, que diminuíram após o registro das ocorrências e o aumento de policiamento. 

A violência decorrente da falta de movimento na região foi diminuída; o prejuízo nas vendas, porém, ainda pesa para os comerciantes da área. Dono de uma venda a menos de 100 metros do Eldorado há 13 anos, o comerciante Silvério Brandão viu a movimentação de a sua loja diminuir em 70%. Além de cortar o espaço físico do seu comércio pela metade, ele reduziu o quadro de funcionários. Questionado sobre a possibilidade de o terreno do residencial ser reaproveitado, Silvério não mostra esperança: “isso já aconteceu com outros condomínios, que continuaram da mesma forma e ainda estão desabitados, nem botam abaixo nem indenizam ninguém, eu já não posso mais contar com esse lucro, aqui a prefeitura só aparece pra sinalizar o meio fio e varrer a calçada”.

Segundo um dos advogados da causa, Carlos Frutuoso, o processo tramita na justiça para que a SulAmérica Seguradora indenize os moradores para comprar uma casa nova ou para que um valor compatível seja levantado para a recuperação dos imóveis: “Quem está sendo processado é a seguradora, que garantiu que o empreendimento era viável e que estava em condições de habitação”, afirma o advogado. Ele afirma também que o processo está chegando à fase de sentença, mas ainda assim não tem uma previsão concreta para que a indenização seja recebida, pois, a seguradora ainda poderá recorrer caso seja condenada. A reportagem não conseguiu contato com a seguradora.

Para as famílias que tiveram a vida marcada pela perda de suas casas, os trâmites legais são demorados e a incerteza de quando terão um lugar próprio de volta assola. Para o bairro do Arruda, o grande fantasma dos catorze blocos vazios continua sem solução.

Sport busca vitória para comprovar poder de reação


Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
É para provar que de vez que os últimos resultados não foram obra do acaso. Com esse objetivo, o Sport enfrenta o Coritiba neste domingo, às 18h30, na Ilha do Retiro, pela terceira rodada do Brasileirão. Caso vença o Coxa, o Leão, atual segundo colocado da Série A com dois pontos, tem a chance não só de liderar a competição como também de tirar qualquer dúvida que ainda esteja na cabeça do torcedor, que com certeza ainda não perdoou as derrotas no Pernambucano e no Nordestão.
Time indefinido
Por conta de diversos problemas, o técnico Eduardo Baptista não definiu a equipe ainda. Não sabe se poderá contar com o meia Élber e o atacante Joelinton, ambos com virose. Certo mesmo é que terá de volta Diego Souza e que não poderá contar com Samuel, mais uma vez lesionado. Outra certeza é a presença de Rithely, Wendel e Neto Moura no time. Ainda assim, a escalação do Leão só será conhecida momentos antes da partida.
O cara – Diego Souza
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Foto: Diego Nigro/JC Imagem
Recuperado da virose que o tirou do confronto com o Santos, pela Copa do Brasil, Diego Souza está de volta ao time e ao cargo de referência do Sport. Agora é manter o bom momentos no Brasileirão, onde tem três gols.
Fique de olho – Neto Moura
Foto: JC Imagem
Foto: JC Imagem
Já confirmado pelo técnico Eduardo Baptista, o meia Neto Moura terá a chance de se firmar de vez no time titular. A expectativa é que ele demonstre o mesmo futebol já apresentado em partidas anteriores, como foi o caso do duelo com o Bahia, pelo Nordestão. Se fizer isso, vai ser difícil tirá-lo da equipe.
“Em time que se ganha não se mexe”
Vindo de duas vitórias seguidas – uma contra o Fortaleza, pela Copa do Brasil, e outra contra o Grêmio, na Série A, o Coritiba vem com o mesmo time dos últimos jogos. Novidades mesmo só no banco, onde o técnico poderá contar com o meia Alan Silva e os atacantes Wellington Paulista e Giva, que estavam machucados. Outra novidade durante a partida pode ser o centroavante Paulinho, recém-contratado.
FICHA DA PARTIDA – SPORT X CORITIBA
Sport: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel, Neto Moura e Régis (Élber); Diego Souza, Mike e Joelinton. Técnico: Eduardo Baptista.
Coritiba: Bruno; Norberto, Leandro Almeida, Welinton e Ivan; Helder, João Paulo, Rosinei, Ruy e Thiago Galhardo; Rafhael Lucas. Técnico: Marquinhos Santos.
Brasileirão (3ª rodada). Local: Ilha do Retiro, Recife (PE). Horário: Domingo, às 18h30. Árbitro: Sandro Meira Ricci – SC. Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho – SP e Rodrigo F. Henrique Correa – RJ

Santa é nocauteado pelo América/MG no primeiro round


Santa Cruz recebe aviso de que precisa evoluir para a Série B
Foto: Arquivo/JC Imagem
Num sábado de MMA, o Santa Cruz foi nocauteado ainda no primeiro round na Arena Independência. Contra um América/MG que claramente brigava pela permanência do técnico Givanildo Oliveira, o Tricolor quando se deu conta, já perdia por 3×0 antes mesmo dos 15 de jogo. Terminou o primeiro tempo perdendo por 4×1 e até tentou correr atrás no segundo “round”, mas a reação para a tristeza da torcida coral não veio.
Com o resultado, o Santa Cruz agora é o 15º, com 3 pontos. O América/MG é o sétimo, com 4.
O JOGO
Com gols de Robertinho, Mancini e Diego Sacoman (contra), todos contando com uma total passividade da defensiva tricolor, o América construiu um resultado inicial, antes dos 15 minutos de jogo, o que garantiu a tranquilidade para criar uma chance atrás da outra.
Os gols mineiros são fáceis de explicar, afinal, nos dois primeiros os atacantes do América “passearam” pela intermediária e entraram na área para finalizar. No terceiro, cobrança de falta de Mancini e a bola é rechaçada, mas bate no peito do zagueiro coral e morreu na rede.
O placar de 3×0 gerou acomodação no lado mineiro e abriu espaço para o Santa Cruz respirar. Mesmo assim, os pernambucanos só conseguiram atacar perigosamente aos 36 minutos, numa jogada pela esquerda que sobrou para João Paulo escorar forte, mas para fora.
Parecia que o Santa iria diminuir, mas foi o América que aumentou, em novo cochilo coral, nos mesmos moldes. Marcelo Toscano dividiu a bola na área e levou a melhor, chutando na saída de Fred. No apagar das luzes do primeiro tempo, foi a vez de Pedro Castro aproveitar o desalento mineiro para diminuir o vexame no primeiro tempo: 4×1.
O Santa Cruz voltou para o segundo tempo com uma alteração, a estreia do experiente lateral esquerdo Lúcio, na vaga do meia improvisado Renatinho. A intenção talvez fosse acalmar a defensiva coral, mas a impressão era que talvez fosse tarde demais para isso.
Com o América esperando o Santa Cruz para sair no contra-ataque, o time coral chegou mais próximo da área adversária, mais insinuante. Anderson Aquino teve uma chance, mas chutou em cima do goleiro. Em seguida, Pedro Castro quase marca o segundo dele e do Tricolor, limpando na entrada da área e acertando a trave.
O avanço tricolor animou o técnico Ricardinho, que mudou novamente e sendo mais ousado, tirando o lateral-direito Nininho para a vaga do atacante Nathan, o “Cachorrão”. Com um jogador a mais na frente, os pernambucanos equilibraram o jogo .
A história poderia ter sido diferente numa sequência de jogadas do Santa Cruz. Aos 23, Anderson Aquino mandou a bola para as redes, mas o árbitro anulou, marcando erroneamente impedimento. Estava na mesma linha. Um minuto depois, numa cobrança de falta na lateral da área, Edson Sitta acertou a trave mineira. De novo.
FICHA DO JOGO
América/MG: João Ricardo; Robertinho (Walber), Wesley Matos, Anderson Conceição e Brian; Leandro Guerreiro, Thiago Santos (Diego Lorenzi), Cristiano (Henrique) e Mancini; Felipe Amorim e Marcelo . Toscano;
Santa Cruz: Fred; Nininho (Nathan), Diego Sacoman, Danny Morais e Renatinho (Lúcio); Edson Sitta, Bruninho, Pedro Castro e João Paulo; Bruno Mineiro (Anderson Santos) e Anderson Aquino.
Gols: Robertinho, Mancini, Diego Sacoman (C), Marcelo Toscano e Pedro Castro (aos 1, 8, 15 45 e 46 do 1º tempo). Cartão Amarelo: Edson Sitta, Diego Sacoman, Felipe Amorim e Leandro Guerreiro.  Árbitro: Rafael Traci (PR). Assistentes: Luciano Roggenbaum e Sidmar dos Santos (ambos PR). Público: 758 pagantes. Renda: R$ 21.350,00.

sábado, 23 de maio de 2015

Acidente de trânsito na PE 90. Dois veículos colidiram frontalmente, só com danos materiais.



Passava das 12 horas, desta sexta feira, na rodovia estadual PE 90, mais precisamente na altura da ponte do Riacho Topadas, no município de Vertentes, dois veículos colidiram frontalmente, causando alem dos danos materiais e ferimentos leves nas vítimas (neste caso, os condutores dos veículos envolvidos no acidente).
Passava das 12 horas quando naquela altura da via, o veículo Fiat Estrada de cor branca e placas PCJ 0251 de Surubim - PE, seguia sentido a cidade de Vertentes, quando foi surpreendido com um veículo Fusca de cor vermelha e placas KFE 2525 da cidade de Surubim - PE, que invadiu a mão contrária, vindo a colidir frontalmente.
Segundo as informações, o condutor do Fusca, perdeu o controle do mesmo, (por razão não explicada), vindo a rodar na via e colidiu com o Fiat Strada. 
Com o impacto, ambas as vítimas (os condutores) foram atendidos no local pela equipe do SAMU, que realizaram os primeiros socorros e em seguida ambos foram levados ao Hospital de Vertentes, onde foram atendidos e apos avaliados e constatados de
que as escoriações consideradas leves e em seguida foram liberados. Ambas as vítimas são da cidade de Surubim, e não quiseram ter seus nomes divulgados.













Alunos e gestores da Escola de Referência Luiz Alves realizam demonstrações de amor e respeito pela instituição



Alunos, gestores e professores da Escola de Referência Luiz Alves da Silva de Santa Cruz do Capibaribe realizaram uma movimentação de demonstração de amor e respeito ao colégio. O fato aconteceu após a divulgação de um video, onde mostra duas adolescentes brigando dentro de uma sala de aula.

Durante o ato, centenas de alunos participaram com diversos cartazes e formaram um círculo em torno da escola, representando um abraço coletivo na instituição, onde citaram que o caso ocorrido se trataria de um fato isolado e, que não tiraria o brilho e as conquistas que a referida escola tem desenvolvido nos últimos anos.


A diretoria da escola ressaltou que a instituição em pouco tempo, ganhou espaço na educação pelos seus profissionais de qualidade. Fonte: ney Lima.

“Esse fato ocorrido, trata-se de um caso isolado. Aqui nós temos trabalhado projetos de campo e apresentações perante todo o público. Anualmente contamos com alto índice de aprovação nas maiores universidades públicas do Nordeste. Nos últimos anos estamos com alunos selecionados no Projeto “Ganhe o Mundo”, além do nosso bom desenvolvimento nas Olimpíadas de Astronomia e Astronáutica”, completou.