sexta-feira, 30 de novembro de 2018

CLIMA DE GUERRA: LERO ACUSA VEREADOR DE TRAIR O GRUPO E JURANDIR REBATE CHAMANDO O PREFEITO DE MENTIROSO




Na terça-feira, dia 27, o prefeito de Taquaritinga do Norte, Ivanildo “Lero” concedeu entrevista no programa ‘Rádio Debate’, que vai ao ar na Polo FM. Em pauta, a repercussão com a eleição para a presidência e composição da Mesa Diretora na Câmara de Vereadores, eleição esta que foi vencida pelo vereador Jurandir Tavares.
Segundo Lero, até o último instante ele negou aos vereadores do grupo Calabar que pretendesse disputar a presidência da Câmara de Taquaritinga do Norte.
“Fomos pegos de surpresa com essa traição”, disse ele, que seguiu completou: “Em vez de ele ter procurado nosso grupo, já que os meninos ofereceram a ele a presidência e ele dizendo que não era o candidato, fez gestos com a Oposição. Não tenho dúvidas que, naquele momento em que ele disse que não seria candidato para ser eleito pelo grupo que o elegeu para a Câmara, ele já tinha por trás um acordo com a Oposição. Estava de malas prontas e foi dessa forma. Fomos pegos de surpresa com essa traição”.
“Jurandir foi eleito vereador Calabar, depois traiu o grupo e foi para o Gravatinha. Tentou renovar o mandato no Gravatinha e não deram o mandato a ele; veio para o nosso grupo, se elegeu vereador e os Calabar deram a oportunidade e, mais uma vez, mostrou que não simpatiza com nosso grupo. Não entendo… Como é que você se elege com um grupo, tem a pretensão da presidência, o prefeito junto com os vereadores oferecem essa presidência e ele diz que não vai ser candidato? Jurandir tinha os votos da situação e mesmo assim se aliou com a Oposição”, disse Lero na entrevista a Polo.
“Ele mentiu!” - Enquanto isso, na Interativa FM, no programa ‘Panorama Político’, Jurandir Tavares não poupou críticas ao prefeito Lero.
Segundo Jurandir, Lero sabia o tempo todo que ele seria candidato a presidente da Câmara de Taquaritinga do Norte.
“Ele mentiu! Em momento algum eu disse a ele que não seria candidato a presidente. Ele sempre soube que eu seria candidato, não foi surpresa para ele, de forma alguma”, disse ele, que emendou: “Desde a eleição de Eraldo para a presidência, em 2016, que ele sabia que agora eu seria candidato a presidente, mas aparentemente ele não acreditou”.
Jurandir foi duro nas críticas a Lero.
“Ele desdenhou de Eraldo em 2016, além disso, mentiu, quando disse que não interferiria na disputa entre ele e Geovane, mas nos bastidores trabalhava para que Geovane fosse o presidente da Câmara, novamente, já que ele já era o presidente”.
Jurandir revelou ainda que um acordo foi proposto em 2016 pelo vereador João Eugênio, Geovane e Eraldo se alternariam na presidência da Câmara, dois anos cada. Mas, ainda segundo ele, Geovane não abriu mão de ser o primeiro a ocupar a presidência, o que impossibilitou o acordo.
Para finalizar, Jurandir disse que apesar de ser maltratado por integrantes do grupo Calabar, ainda assim, se considera mais Calabar que todos eles.
“Pessoas ligadas ao prefeito têm me maltratado, viram o rosto para mim e têm agido para que eu saia do grupo de uma vez por todas, mas aviso a eles, sou mais Calabar que todos eles, pois eu não traí minhas origens, não traí meus eleitores”, disse ele, que findou: “Se a conversa fosse apenas entre eu e Lero talvez fluísse bem, mas existem certas pessoas que só atrapalham, que levam a vida em falar mal de mim para o prefeito”.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.