sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Homem armado faz ameaças a Bolsonaro e é identificado pela polícia ao ser preso por tráfico


Ele foi preso em flagrante e, no momento da prisão, policiais descobriram que ele era o autor de vídeo com ameaças ao presidente eleito compartilhado em redes sociais.




Um homem de 32 anos foi preso em flagrante pela Polícia Civil de Pernambuco por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo em Ipojuca, no Grande Recife. No momento da prisão, as equipes constataram que ele havia gravado um vídeo em que aparece com uma arma, ameaçando o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) de morte.

De acordo com o gestor do Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc), Cláudio Castro, Edson Gomes de Melo, de 32 anos, já era investigado por integrar uma quadrilha associada à prática de crimes como homicídios e tráfico de drogas.

"A prisão aconteceu na casa dele, em um flat em Maracaípe. A companheira dele e o filho de dez dias estavam na casa no momento da prisão", conta. Divulgada nesta quinta (13), a prisão ocorreu na segunda (10).

O brasileiro sofre diariamente com ameaças às claras em todos os Estados do Brasil. Cabe ao Executivo, Judiciário em conjunto com parlamentares, agirem em prol da defesa do cidadão de bem, criando dispositivos para retarguarda jurídica dos Agentes de Segurança Pública: https://twitter.com/fraubraunn/status/1072714006245322753 
6,595 people are talking about this
No celular da companheira de Edson, policiais encontraram o vídeo em que ele ameaça o presidente eleito Jair Bolsonaro de morte e que foi compartilhado nas redes sociais. "Durante o depoimento ele disse que o vídeo era uma brincadeira, porque o governo de Jair Bolsonaro seria ruim para os bandidos", diz o delegado.

Nas redes sociais, as imagens viralizaram e chegaram a ser comentadas pelo próprio Jair Bolsonaro, que recriminou a prática e parabenizou a prisão do homem.
Edson respondia em liberdade por um homicídio cometido em 2016, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, e também havia sido enquadrado na Lei Maria da Penha, por ter agredido uma ex-companheira. "É uma pessoa perigosa, que tinha um papel de liderança na quadrilha", afirma Castro.
No local da prisão, foram encontrados 12 tabletes de maconha, 80 pequenos tabletes da mesma droga e 17 pedras de crack, além de um revólver calibre 38 com numeração raspada. Também foram apreendidos sacos plásticos para embalagem e uma balança de precisão. (Veja vídeo acima)

A Polícia Civil abriu inquérito sobre as ameaças e ainda avalia como Edson pode responder por esse crime. Após ser autuado em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, ele foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.