quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Alvirrubros pedem paciência à torcida após derrota


Wallace Pernambucano acredita que o Náutico pode se recuperar no próximo desafio, contra o Central, no Estadual



Paciência. Virtude que o Náutico espera de seus torcedores após a derrota por 3x1 para o Fortaleza, nos Aflitos, na estreia da Copa do Nordeste. Embora alguns alvirrubros tenham aplaudido o desempenho do time, outra parte não escondeu sua insatisfação com o resultado. Os mais exaltados chegaram a cobrar os jogadores na porta do vestiário. O ano mal começou e o Timbu precisou lidar com as cobranças e a pressão por exibições melhores. Por isso, o discurso dos jogadores é o de não deixar a desconfiança tomar conta, recuperando o caminho dos triunfos já no final de semana, contra o Central, no Lacerdão, na primeira rodada do Campeonato Pernambucano.
“A torcida precisa acreditar no trabalho que estamos fazendo. Pedimos paciência porque vamos melhorar e conseguir as vitórias. Fizemos um bom jogo contra o Fortaleza, mas infelizmente o árbitro influenciou na partida, expulsando Josa, que simplesmente reclamou da demora do goleiro. Ele, como árbitro, disse palavras que não era para ter dito. Mas faz parte do futebol. Temos que tocar o barco”, afirmou o meia Wallace Pernambucano.
O jogador foi o autor do único gol alvirrubro no confronto e aproveitou para avaliar sua estreia oficial com a camisa do Náutico em 2019. “No primeiro tempo eu tive um desempenho melhor do que no segundo. Acabei cansando de tanto correr para fechar a marcação e ajudar os companheiros após a expulsão”, indicou, se colocando à disposição para o jogo do sábado (19), contra o Central, no Lacerdão, pelo Campeonato Pernambucano 2019. “Tenho condições de jogar, mas vai depender do professor. Se ele optar por mim, eu tentarei ajudar da melhor forma possível”, pontuou.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.