quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Motorista de ônibus é preso por estuprar enteada em Paulista


Denunciado por agredir filhos e enteada, a menina só revelou na delegacia que também era abusada sexualmente pelo padastro

Delegado Ricardo Silveira, titular da Delegacia de Paulista, tem 10 dias para fechar o inquérito.

Após a família retratar abusos, um motorista de ônibus foi preso nessa terça-feira (8) durante o trabalho, ao chegar ao Terminal Integrado de Abreu Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Respondendo pelos crimes de abuso de vulnerável e lesão corporal qualificada no âmbito familiar, o homem, de 40 anos, foi acusado de abusar sexualmente por três anos da enteada de 13 anos e agredir fisicamente os filhos, uma adolescente de 15 anos e um menino de 13. A violência era praticada na residência da família, em Maranguape I, em Paulista, também na RMR. A denúncia, feita pela avó da enteada, foi confirmada pelos filhos na delegacia.
De acordo com o delegado Ricardo Silveira, à frente do caso, as crianças afirmaram em depoimento que os estupros ocorriam na frente delas e da mãe, uma operadora do jogo do bicho, de 51 anos. Dessa maneira, por não ter interferido na situação, a mulher também pode responder pelos crimes de omissão de socorro, abandono de incapaz ou partícipe de estupro de vulnerável. O delegado tem 10 dias para concluir o inquérito.

O caso, que chegou ao conhecimento das autoridades quando a avó da enteada chamou a polícia denunciando o padrasto por agressão, sofreu uma reviravolta na delegacia - no depoimento, a enteada denunciou os casos de abusos à polícia. Segundo a menina, a denúncia não tinha sido feita anteriormente porque o padrasto era possessivo, ciumento e ameaçava matar a mãe e ela. Não há indícios de que o homem abusava sexualmente dos seus filhos.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.