sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Incêndio atinge ala pediátrica do Hospital Oswaldo Cruz


Pacientes internados no setor oncológico foram alojados em outro pavilhão


Um princípio de incêndio atingiu, na manhã desta sexta-feira (22), uma ala do setor oncológico pediátrico do Hospital Oswaldo Cruz, localizado no bairro de Santo Amaro, no Centro do Recife. Segundo o Corpo de Bombeiros, que enviou quatro viaturas, uma ambulância e uma equipe de moto resgate ao local, o chamado foi feito por volta das 7h20. As chamas foram controladas às 8h45 e não houve feridos.

De acordo com a assessoria de imprensa da Universidade de Pernambuco (UPE), que é responsável pelo hospital, os pacientes foram alojados em outro pavilhão. O incêndio começou por volta das 7h após a explosão de um transformador que fica no térreo do prédio do Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer (GAC-PE). Um curto-circuito no quadro de energia que alimenta os prédios pode ter causado a explosão.

A assessoria informou ainda que a fumaça atingiu o primeiro andar do prédio onde funcionam os atendimentos ambulatoriais. Cerca de 10 crianças tiveram que ser relocadas para uma outra ala do hospital.

O capitão do Corpo de Bombeiros Eduardo Henrique detalhou o atendimento à ocorrência. "Quando chegamos todos os pacientes já tinham sido retirados. Então fomos logo no combate ao incêndio propriamente dito. Solicitamos antes à Celpe para desligar a energia", detalhou. "Retiramos com ajuda de funcionários do hospital pacientes de outros andares", acrescentou, dizendo ainda que o setor de engenharia da UPE deve esclarecer as causas do incêndio.

De acordo com o superintendente médico do Oswaldo Cruz, Gustavo Trindade, equipes da unidade estão analisando as causas do incêndio. "Essas equipes irão sinalizar o que precisa ser feito dentro do hospital para estabelecer o funcionamento normal", afirmou. Ainda segundo ele, nenhum paciente do hospital está sob risco de complicações por causa do incêndio.

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) foi ao hospital e desligou a energia do GAC, que ficou sem atendimento. Em nota, o GAC informou que não houve danos estruturais ao prédio e investiga as causas do incêndio. O atendimento ambulatorial e quimioterápico aos pacientes deve ser restabelecido na próxima segunda-feira (25). Fonte: Portal FolhaPE




Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.