quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Procon interdita mais uma pista de kart no Recife


Ação acontece dois dias após a tragédia com Débora Estefany, vítima de escalpelamento em um acidente de kart no domingo (10)




Procon-PE interdita pista de kart do Carrefour da Torre por falta de documentação obrigatória para funcionamento, após fiscalização na tarde desta terça-feira (13). Laudo do Corpo de Bombeiros está vencido desde 2017, segundo o Procon-PE. Ação acontece dois dias após a estudante Débora Estefany, 19 anos, vítima de escalpelamento em um acidente de kart no domingo (10), em Boa Viagem, Zona Sul do Recife.

Segundo o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, a situação é inaceitável. "Viemos aqui a partir do que aconteceu no outro kartódromo nós vimos a necessidade de fiscalizar esse também. Aqui chegando a empresa que administra esse kartódromo tinha uma licença provisória, mas está vencida desde o final de 2017. Consequentemente é um caso de interdição porque coloca em risco a vida de pessoas, especialmente crianças", disse o secretário. 

Ao todo, 17 carros de kart foram interditados pela equipe do Procon-PE. De acordo com a gerente de fiscalização do órgão, Danyelle Sena, no local havia placas informativas e tinha equipamentos de segurança. "Notificamos para que a empresa apresente outras documentações necessárias, como a comprovação de que a equipe de funcionários é técnica e pode informar quais os cuidados de segurança que os usuários precisam ter, pois a maioria das pessoas são leigas no assunto", disse.

Segundo a gerente de fiscalização do Procon-PE, Danyelle Sena, também foi constatado que no termo de responsabilidade entregue aos usuários do serviço a empresa responsável pela administração e operação Guararapes Kart Indoor se isenta de acidentes causados pelos participantes ou terceiros durante os treinos e as provas. "Mas isso é ilegal, pois a empresa é responsável, sim. É um termo, inclusive, que outros estão utilizando de forma irregular. E nesses casos que a empresa ocupa espaço de terceiros a responsabilidade é solidária das duas partes", disse Danyelle. O Carrefour também será notificado para apresentar esclarecimentos.

Os responsáveis pela pista de kart têm até dez dias a partir de hoje para apresentar defesa. A dona do serviço, Luana Lúcio, estava no local e disse que vai entrar em contato com o Carrefour e os advogados para saber quais medidas serão tomadas para regularizar a situação do serviço. Ela disse que a pista funciona desde outubro de 2017 e recebe até 300 pessoas por mês.

Entramos em contato com o Corpo de Bombeiros, por telefone e e-mail, para saber sobre as fiscalizações do órgão na pista de kart interditada ontem, mas até ainda não tivemos resposta. Por nota, o Carrefour informou que entrou em contato com a locatária GKI Guararapes Kart Indoor para esclarecimentos e adoção das medidas previstas em contrato.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.