quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Estevam Soares é apresentado oficialmente como o técnico do Centenário do Central





Na tarde desta terça-feira (11) o técnico Estevam Soares foi apresentado como novo técnico do Central para o ano do seu centenário. O treinador de 62 anos (47 deles dedicado ao futebol, dentro e fora de campo), que foi anunciado pela direção no mês de outubro, chega para comandar a Patativa na temporada 2019 (Campeonato Pernambucano, Copa do Brasil e Série D do Brasileiro).
Em uma entrevista coletiva realizada na sala de imprensa Jornalista Souza Pepeu, no próprio estádio Luiz José de Lacerda - O Lacerdão, o comandante Estevam Soares explicou por que aceitou o convite do alvinegro caruaruense.
O mesmo disse que recebeu bom coração o convite. Convite este que o mesmo fez questão de falar da alegria e satisfação de poder dar um novo recomeço na sua carreira e que a intenção é fazer história. Mas uma coisa de cada vez. "Primeiro vamos iniciar o trabalho nesta quarta-feira (12) onde vamos ter o primeiro contato com os jogadores, onde falaremos do trabalho, desafios e os planos para o ano do centenário do clube", disse Estevam Soares.
Estevam Soares também disse que, juntamente com a diretoria, participou da montagem do elenco.
Falou da importância da articulação e participação total da diretoria na formação do elenco. Falou da forma democrática de trabalhar na formação do grupo e efetivação do elenco. Disse que pediu para a diretoria escolher os jogadores que melhor desempenharam suas funções este ano, como também começaram os contatos para anunciar outros nomes. Falou da luta para se chegar ao número exato de atletas, por que são muitos jogadores. Estudaram ao máximo jogador por jogador e ainda faltam algumas peças, dentre elas um meio-campista experiente, mas pode se dizer que diante de todo o trabalho a esperança é ter 100% de acerto.


Quando indagado sobre a possibilidade de contratação de um jogador que ajudaria no marketing do centenário do clube. Estevam taxativamente descartou a vinda de um jogador diferenciado, o chamado 'Jogador Bilheteria', o camisa 100. Disse que isso não tá nos planos e que o Central não terá um jogador diferenciado ou estrela como se chama na linguagem futebolística, mas um time como num todo competitivo. Também não descarta a possibilidade de avaliar atletas que venham a ser oferecidos ao clube, mas que a intenção é ao máximo aproveitar os remanescentes da campanha deste ano, os que vem para esta temporada e principalmente os das divisões de base que foram recentemente integrados ao grupo de profissionais.
Além do técnico Estevam Soares, também participaram da coletiva, Márcio Porto, presidente do conselho deliberativo do clube, Antônio Arruda, diretor financeiro, e Sivaldo Oliveira, diretor de futebol. Os trabalhos de preparação visando 2019 do Central começa nesta quarta-feira, às 9h, no Centro de Treinamento Ninho do Gavião que pertence ao Clube Atlético do Porto.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.