sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Jarbas vai à mesa com Tasso Jereissati e Davi Alcolumbre


Foi reservado o encontro e sem holofotes


O almoço se deu no gabinete do senador Tasso Jereissati. Além do anfitrião, só Jarbas Vasconcelos e o presidente da Casa Alta, Davi Alcolumbre, estavam presentes. Foi reservado e sem holofotes o encontro anteontem. O ex-governador de Pernambuco não conhecia o democrata e nem votou nele para presidir a Casa. Jarbas optou por Espiridião Amin. Tasso, por sua vez, retirara sua candidatura à presidência e sinalizara, logo, apoio a Alcolumbre. Há quem o aponte como "mentor" do projeto do democrata. Tasso e Jarbas são amigos de longa data e têm trajetórias com pontos em comum. O tucano atua, agora, na construção da ponte entre Alcolumbre e o emedebista. No menu, então, estava a gestão de Alcolumbre. Ao ir à mesa com o novo presidente do Senado, Jarbas sinaliza que está no jogo de Tasso, o qual inclui a gestão de Alcolumbre. A reunião com Tasso e Davi tem simbologia para o Senado. Mas o movimento feito pelo emedebista, em Brasília, não foi isolado nesses últimos dias. Ao chegar a Pernambuco, ontem, ele foi recebido, na Assembleia Legislativa, pelo presidente da Casa, Eriberto Medeiros. Foi Jarbas que solicitou a agenda. Quis visitar Eriberto, mas o encontro acabou sendo uma coisa maior: vários deputados estavam presentes quando ele chegou, entre eles, Lucas Ramos, João Paulo e Tony Gel. Jarbas faz movimentos lá e cá, dando sequência à atitude recente de encontrar-se com o senador Armando Monteiro Neto, uma das lideranças da oposição no Estado .Vai fazendo gestos e erguendo pontes, enquanto a contagem regressiva para 2020 avança, num sinal de que o jogo para o MDB rumo à disputa majoritária do ano que vem pode não estar jogado.

Forças invisíveis
Primeiro secretário da Alepe, Clodoaldo Magalhães observa: "Acho que a gente não trabalha apenas nas forças visíveis. As forças invisíveis sempre estão ao nosso lado e eu, como sou cristão praticante e oro e medito, invoco sempre elas".

Tenho que... >Fez a ponderação em entrevista à Rádio Folha FM 96,7 ao ser indagado sobre fala do líder Isaltino Nascimento, que dissera o seguinte: "Navegamos contra forças invisíveis". 

...concordar > Isaltino referira-se à disputa pela primeira secretaria, na qual concorreu com Clodoaldo. Clodoaldo, antes de realçar sua fé, assinalou: "Tenho que concordar (com Isaltino)".

Ficou Jandira > Após a discussão que se instalou sobre a liderança da Minoria na Câmara, que colocou PSB e PCdoB em lados opostos, como a coluna registrara, Jandira Feghali confirmou, no Twitter, que assumiu a liderança da Minoria.

RECADO > Alessandro Molon, do PSB, será o líder da Oposição. "Regimentalmente, representarei todos os partidos de oposição na Casa", registrou Jandira. Na prática, a Minoria tem mais estrutura.

Tentativas... > Em meio ao imbróglio em torno da presidência da Comissão de Direitos Humanos na Alepe, Marco Aurélio Medeiros chegou a propor, a Isaltino Nascimento, uma terceira via, que seria o deputado Adalto Santos.

...em vão > Marco Aurélio esperava retorno. "Foi quando vi o Diário Oficial", diz ele, referindo-se à substituição de Adalto Santos por Isaltino no colegiado. Segundo Isaltino, os deputados defenderam o acordo. “O que é acordado não é caro”, defende o líder.

Viva-voz >Marco Aurélio chegou a telefonar, no viva-voz. para André Ferreira. Isaltino e Eriberto Medeiros estavam do lado.
Sem consenso, marcaram de conversar pessoalmente no dia seguinte. Viva-voz para lá, terceira via para cá, venceu, ontem, a tese das Juntas na presidência da comissão.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.