terça-feira, 30 de julho de 2019

TAP homenageia Bibi Ferreira em novo espetáculo musical


'Bibi em casa de Ferreira, espírito de palco' será apresentado no Teatro de Santa Isabel e integra a campanha 'Dê a mão ao TAP'



Na lista dos mais ilustres artistas que já colaboraram com o Teatro de Amadores de Pernambuco (TAP), consta o nome de Bibi Ferreira. Relembrando essa parceria, o mais longevo grupo cênico pernambucano presta uma homenagem póstuma à maior diva do teatro musical brasileiro, que faleceu em fevereiro deste ano. Com roteiro e direção geral de Pedro Oliveira, o espetáculo musical "Bibi em casa de Ferreira, espírito de palco" aporta no Teatro de Santa Isabel, nesta terça-feira (30), a partir das 20h.

A proposta da produção é fazer um apanhado da trajetória da atriz e cantora, revisitando seus 77 anos de carreira. O teatro e a música se entrelaçam ao longo da montagem, assim como sempre foi na vida da homenageada. "Bibi foi uma atriz excepcional no cinema e na televisão, mas no teatro musical ela foi uma percursora no Brasil. A partir de 'My fair lady', lotou teatros na década de 1960. Sempre cantava acompanhada de orquestra e tinha um domínio incrível da voz", comenta Pedro, que sobe ao palco como o mestre de cerimônia da noite. 

Com direção musical de Denys Haluli e direção vocal do maestro Múcio Callou, o espetáculo conta com 20 atores em cena. O elenco é acompanhado por oito músicos do Conservatório Pernambucano de Música, que executam canções de trabalhos vividos por Bibi, como "Sonho impossível", do musical "O Homem de La Mancha", de 1972. "A equipe é de atores amadores, mas que se doam e são mais corajosos do que muitos profissionais. Eles querem aprender e fazem um espetáculo bonito", afirma.

Em vídeo projetado durante a apresentação, Geninha da Rosa Borges, Reinaldo de Oliveira, Janice Lôbo Hulak, Albuquerque Pereira e Thiana Cunha falam sobre o legado de Bibi. Entre os depoimentos, estão lembranças de quando, em 1956, a artista dirigiu para o TAP a peça "Bodas de sangue", de Federico Garcia Lorca. "É, na realidade, o relato de uma mulher do teatro. Nós sempre achamos que Bibi seria imortal e, de fato, ela é", defende.

Campanha 

Essa nova produção da companhia é mais uma ação da campanha "Dê a mão ao TAP", que já está em seu quarto ano de existência. O objetivo é, através dos recursos obtidos com a venda de ingressos, dar prosseguimento às obras que visam a modernização do Teatro Valdemar de Oliveira, sede do grupo. Durante quase dois anos, o espaço ficou fechado para reformas, mas desde 2018 reabriu as portas. No entanto, mais ajustes são necessários para que a estrutura do lugar seja a esperada pelos diretores. 

"Perdemos 100 assentos para a colocação de lugares para cadeirantes e obesos, rampas de acesso e rotas de emergência. Atendemos todas as normas de segurança e acessibilidade do Corpo de Bombeiro e do Ministério Público. Estamos terminando o segundo andar dos camarins. Há muito que fazer ainda, mas tudo o que conseguimos foi graças ao público de teatro pernambucano, que ama o TAP", comemora. Ainda dentro da campanha, durante a sessão de "Bibi em casa de Ferreira, espírito de palco", serão comercializados livros, DVDs, camisas e outros objetos no hall de entrada do Teatro de Santa Isabel. 

Serviço

Espetáculo "Bibi em casa de Ferreira, espírito de palco", do Teatro de Amadores de Pernambuco (TAP)
Nesta terça-feira (30), às 20h
No Teatro de Santa Isabel (Praça da República, s/n, Santo Antônio)
R$ 120 e R$ 60 (meia-entrada)
Informações: (81) 99424-9082 | 99232-6273

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.