segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Pedestres se queixam de travessia arriscada na BR-101


A falta de passarela e lombadas eletrônicas no km 87, em Jaboatão dos Guararapes, são problemas



Acompanhada de três crianças, a dona de casa Maria da Conceição Lima, de 39 anos, acenou em vão por cerca de dez minutos para os carros pararem ou ao menos diminuírem a velocidade e ela poder atravessar a BR 101, no km 78, em Jaboatão dos Guararapes. Todos os dias ela passa pela mesma situação quando vai levar e buscar o filho mais novo na creche. “Parece que somos invisíveis. Os motoristas não nos respeitam. Fico esperando uma brecha para me aventurar entre os carros. Há alguns dias ela quase foi atropelada”, disse.

O trecho em questão fica próximo a Escola Técnica Estadual (ETE) Advogado José David Gil Rodrigues, localizada no bairro Jardim Jordão, no limite dos municípios de Recife e Jaboatão. Sem opção, os estudantes diariamente se arriscam entre os carros para chegar à unidade de ensino. Não há passarela, lombada eletrônica, nem placas indicando o limite de velocidade permitido. Com isso os motoristas sentem-se à vontade para seguir em alta velocidade. 


A dona de casa Jaqueline Saturno, 38, diz ficar preocupada sempre que a filha Keylliane Saturno, 17, sai de casa, no Loteamento Sucupira, para a escola. “Dificilmente os carros param para os estudantes passarem. Sempre oriento minha filha para ela redobrar os cuidados na hora da travessia”, disse. De acordo com Keylliane, o pior horário é no início da manhã. “Fico até nervosa quando desço do ônibus. Espero juntar gente para poder seguir para o outro lado da BR. A gente depende da educação e boa vontade dos motoristas. São poucos que têm consciência e param”, falou a jovem.

O fluxo de caminhões é bastante intenso na via. Para não ter que parar, muitos condutores passam buzinando quando se deparam com algum pedestre tentando atravessar. Moradores da região contam que acidentes no local são constantes. A auxiliar de serviços gerais Maria de Lourdes da Silva, 60, conta que quase foi atropelada por uma moto no local. “O fluxo de pessoas que atravessam a pista é grande. É um descaso do poder público não providenciar algum meio de garantir a segurança não só dos pedestres, mas dos próprios motoristas, pois em caso de acidente todos saem perdendo”, comenta. 

Em nota, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou que iniciou licitação visando contratar empresa para implantar equipamentos eletrônicos de controle de velocidade nas rodovias federais, porém o pregão que contempla Pernambuco encontra-se suspenso judicialmente. Ainda segundo o órgão, o edital do referido certame prevê a instalação de lombada eletrônica no entorno do km 78 da BR 101, a fim de reforçar a segurança viária e de facilitar a travessia dos usuários na região.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.