segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Em jogo dramático, Santa vence e segue vivo na Série C


Cobra Coral bateu o Globo por 2x1, neste domingo (18), na Arena de Pernambuco,, assumiu a quinta colocação e decide contra o Náutico


Foi dramático e suado, como pede a Série C, mas o Santa Cruz bateu o Globo neste domingo (18), por 2x1, na Arena de Pernambuco, e deu passo importante na classificação para a fase final da competição. Com a vitória, a Cobra Coral chegou aos 25 pontos e assumiu a quinta colocação, com a mesma pontuação do Imperatriz, terceiro colocado, e do Confiança, quarto colocado, perdendo nos critérios de desempate. Na última rodada, neste sábado, os tricolores encaram o Náutico, nos Aflitos, em jogo decisivo.
Dentro de campo, o que se viu nos primeiros minutos foi surpreendente. Pela necessidade da vitória para se manter vivo na competição e pelo fato de estar atuando em casa, a expectativa era que o Santa Cruz comandasse as ações desde o primeiro minuto, mas não foi o que se viu. Nervoso, o time coral viu os visitantes assustando logo no começo, com Negueba sendo a principal ameaça aos tricolores. Porém, a resposta dos pernambucanos foi mortal. Aos 15 minutos, após longo lançamento, Augusto recebeu pela esquerda, deu lindo drible no marcador e cruzou rasteiro para Elias Carioca escorar para o fundo do gol, fazendo a festa da torcida presente na Arena: 1x0. 
Após o gol, o Tricolor continuou com força ofensiva, jogando mais no campo de ataque e pressionando o adversário. Apesar desse posse ofensivo, faltava um pouco de criatividade para a equipe comandante por Milton Mendes, que não esperou muito para mudar. Logo aos 31 minutos da primeira etapa, ele sacou Jailson e acionou Kadu, fortalecendo o poder de marcação no meio de campo.
Na segunda etapa, o Santa Cruz conseguiu voltar com mais equilíbrio. Cheio de confiança, Elias Carioca tentou marcar o segundo com um lindo voleio, aos sete minutos, mas a bola foi para fora. No lado visitante, Negueba continuava assustando, mas não tinha um companheiro ao seu nível. Aos 12 e aos 14 minutos, o Globo ficou reclamando de lances de pênalti, mas o árbitro mandou seguir. A resposta coral veio aos 20 minutos. Celsinho recebeu de pivô e rolou para Charles mandar uma bomba de fora, com a bola raspando a trave. Quatro minutos depois, foi a vez do próprio Celsinho arrisca de longe, quase marcando um golaço, mas a bola foi para fora.
Sem conseguir matar o jogo, o Santa Cruz deu margem para o Globo se lançar na tentativa do empate. E aos 28 minutos ele veio, mas o assistente assinalou equivocadamente impedimento de Jardel, que tinha feito o gol de cabeça. Após o lance, revolta geral dos potiguares. O tiro de misericórdia tricolor veio aos 38 do segundo tempo. Após um chute errado de Walrey, a bola sobrou para Charles emendar de esquerda e decretar a vitória coral. No final, Murici ainda diminuiu a vantagem coral, mas não deu tempo do empate.
FICHA TÉCNICA:
Santa Cruz 2
Anderson; Cesinha, João Victor, Vitão e Victor Lindenberg; Charles, Everton (Warley) e Daniel Costa; Jailson (Kadu), Augusto (Celsinho) e Elias; Técnico: Milton Mendes
Globo/RN 1
Rafael; Glaubinho (Paulinho), Alexandre, Victor e Nininho; Ramon, Bambam (Murici), Jardel, Max e Jean Natal (Chiclete); Negueba. Técnico: Higor César.
Local: Arena de Pernambuco (em São Lourenço da Mata). Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ). Assistentes: Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ). Gols: Elias Carioca (aos 15 do 1ºT) e Charles (aos 38 do 2ºT). Murici (aos 46 do 2ºT). Cartões amarelos: Ramon, Alexandre, Jardel (Globo). Kadu (Santa). Público: 19.773. Renda: R$ 158.037,00

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.