segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

META DO CO2 DO BRASIL ESTÁ AMEAÇADA



O Globo - Por Rafael Garcia

A ameaça da mudança climática às áreas protegidas do Brasil pode comprometer os esforços do país para reduzir suas emissões de CO2, afirma o ecólogo David Lapola, da Unicamp.

Após mapear a fragilidade de terras indígenas e unidades de conservação diante do aquecimento global, o cientista diz que a crise do clima provavelmente já está causando distorções nas emissões que o Brasil reporta internacionalmente. Isso porque a quantidade de CO2 que a floresta Amazônica consegue absorver, na avaliação do cientista, pode já estar sendo afetada.

O problema ocorre porque, ao relatar as suas emissões de gases do efeito estufa, o Brasil subtrai a remoção de CO2 do ar que, supostamente, está sendo feita pela floresta em crescimento nas áreas protegidas. Em 2018, por exemplo, o país emitiu 1,9 gigatonelada de CO2, sobretudo com desmatamento, mas reportou apenas 1,4 gigatonelada, porque descontou 0,5 de remoções.

O aquecimento global em si, porém, implica uma grande incerteza sobre esse valor, porque não se sabe exatamente quanto as florestas continuarão crescendo se a emissão de CO2 continuar subindo.

A alta concentração de CO2, por si só, é benéfica para a floresta, porque aumenta a quantidade de carbono disponível no ar, que a planta captura via fotossíntese e usa para produzir biomassa vegetal. É o fenômeno que cientistas chamam de “fertilização de carbono”. Ninguém sabe bem ainda, porém, se essa vantagem será anulada por problemas que a mata vai enfrentar no clima, como estresse hídrico e eventos como grandes incêndios.

Experimentos de “fertilização de CO2” já mostraram que, em florestas de clima temperado, é possível que as plantas se beneficiem do CO2. Numa floresta tropical como a Amazônia, porém, fatores como a pobreza de nutrientes no solo podem impedir a mata de capturar todo o carbono que se espera.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.