segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

Sulanca de caruaru fecha 2019 com saldo positivo


Imagem relacionada

Se depender de retrospecto recente, em 2020, o desempenho do Parque 18 de Maio, no centro de Caruaru, deverá ser ainda mais expressivo em comparação com o ano passado. Embora 2019 não tenha sido a temporada que todo comerciante deste complexo tradicional da cidade desejou, em termos de vendas, ao menos ao término dela, os faturamentos obtidos durante as feiras de dezembro acabaram sendo superiores em relação ao mesmo período de 2018. De acordo com o balanço da Associação dos Sulanqueiros de Caruaru (ASC), uma bagatela de quase R$ 500 milhões foi movimentada, ao longo do expediente do Parque no intervalo específico, o que representou um crescimento nas comercializações de 8% ante dezembro do fim de ano retrasado.

Segundo a análise do presidente da ASC, Pedro Moura, alguns fatores distintos contribuíram para com o acréscimo nas vendas do Parque 18 de Maio. “A prefeita Raquel Lyra, através de suas secretarias, promoveu e ainda está realizando uma série de investimentos em relação à infraestrutura do local, o que tem propiciado um maior fluxo de consumidores em todos os setores. Somados a esses investimentos municipais, hoje, o Parque também dispõe de uma estrutura física diferenciada, através do setor da Fundac, que foi totalmente requalificado com recursos privados e se encontra oferecendo ainda mais conforto, segurança e comodidade a todos os compradores. Sem falar nas ações conjuntas envolvendo várias instituições, que também têm propiciado uma maior organização no tocante ao local, o que tem se refletido em vendas.”

O incentivo maior ao consumo por parte do Governo Federal com o repasse, por exemplo, de até R$ 500 em relação ao FGTS, somados a outros aspectos importantes como a diminuição dos índices de desemprego, também, de acordo com Pedro Moura, foram preponderantes para com o avanço, de um fim de ano para o outro, em termos de faturamento. “Não podemos negar que houve certa recuperação da nossa economia ao longo de 2019, tanto é que fechamos o ano com aumento em relação às vendas. Tal desempenho expressivo neste último fim de ano, nos faz levar a criar boas expectativas para 2020. Com a chegada do verão, o momento agora é de demanda redobrada nos boxes especializados nas comercializações de moda praia em relação aos vestuários”, acrescentou.

Atualmente, segundo ainda os dados da Associação dos Sulanqueiros de Caruaru, o Parque 18 de Maio é composto por 11 mil boxes e 500 lojas. Durante os períodos considerados normais, o complexo de empreendimentos costuma comportar um fluxo de pessoas de pouco mais de 50 mil, entre comerciantes e compradores. Já neste último intervalo de fim de ano, ou seja de procura redobrada, o volume específico saltou para R$ 100 mil, provocando uma movimentação financeira de pouco mais de R$ 80 milhões, a cada realização da Feira de Caruaru.

Pelo terceiro ano consecutivo, esta última funcionou com expediente duplo durante os meses de novembro e dezembro. O calendário referente ao último bimestre de 2019 foi divulgado com antecedência pela Prefeitura no intuito de beneficiar feirantes e compradores, que, com a confirmação antecipada da abertura extra, passaram a contar com mais tempo para se preparar em relação ao melhor período em termos de faturamento.

Consumidores, como a sergipana Maria Salete, aprovaram a medida sazonal. “Sou de Estância, no Sergipe, e venho constantemente para cá, porque as mercadorias da Sulanca são as melhores para revenda. Na medida em que nós clientes somos informados com antecedência sobre a abertura, melhor, para fazermos a nossa programação. Graças a Deus, lucrei bastante neste fim de ano!”, comentou a autônoma.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.