quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Secretaria atualiza estado de saúde dos pacientes com suspeita de coronavírus


Em nota divulgada na noite desta quarta-feira (26), a SES-PE detalhou a situação dos três pacientes, que estão sendo observados

Hospital Oswaldo Cruz é uma das unidades de referência no estado

Três pacientes estão sendo monitorados em Pernambuco por manifestações dos sintomas da Covid-19. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), os pacientes são uma mulher de 51 anos; um homem de 24 e outro de 41 anos que fizeram viagens recentes à Itália, país com casos confirmados e com 14 mortes contabilizadas até o momento.

Em nota divulgada na noite desta quarta-feira (26), a SES-PE detalhou a situação dos três pacientes. A mulher, de 51 anos, desembarcou no Recife na última terça-feira (25) em voo proveniente da Itália com conexão em São Paulo (SP).

A paciente está isolada desde o desembarque no Hospital Universitário Oswaldo Cruz e, segundo a secretaria, apresenta um quadro de saúde estável e uma boa evolução, não apresentando febre nem tosse. Os exames que detecta a presença ou a ausência do vírus no organismo da mulher foram encaminhados para o Instituto Evandro Chagas (IEC), no Pará.

Residente na Itália, o homem de 24 anos chegou em Pernambuco no último dia 14, mas só apresentou sintomas como febre, tosse, dor de garganta e dificuldade de respirar na última terça-feira (25). Na quarta (26), o homem procurou o Oswaldo Cruz e apresenta um quadro de saúde estável. No entanto, por ser asmático, o paciente está sendo mantido na UTI do hospital.

Já o homem de 41 anos mora no Recife e tem histórico de viagens para a Itália. O paciente chegou em Pernambuco no dia 12 de fevereiro e, treze dias depois, apresentou sintomas como febre, coriza, dor de garganta e congestão nasal. Na quarta (26), o homem procurou uma unidade de saúde particular, onde está internado até o momento.

Os três pacientes já realizaram a coleta de materiais para as análises laboratoriais. A secretaria recomenda que, para evitar sobrecarga, as pessoas não procurem espontaneamente as unidades de referência, que são o Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), o Hospital Correia Picanço (HCP) e o Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip).

Na Paraíba, um paciente também está sendo monitorado. O homem teve passagem pelo Aeroporto Internacional do Recife na última segunda-feira (27).

De acordo com o Ministério da Saúde, são considerados casos suspeitos de coronavírus pessoas com febre e pelo menos um sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) e histórico de viagem para área com transmissão da doença.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.