quarta-feira, 15 de maio de 2019

VEREADOR DE VERTENTES É ALVO DA OPERAÇÃO ENERGIA SUJA II




Vertentes: Durante a manhã desta quarta-feira (15), a equipe da Delegacia de Vertentes com o apoio de policiais da Delegacia de Taquaritinga do Norte, participou da *OPERAÇÃO ENERGIA SUJA 2*, desencadeada pela *14° DESEC/DINTER, , onde foi dado cumprimento ao mandado de busca e apreensão expedido pelo Juiz Pierre Souto Maior Coutinho de Amorim, da quarta Vara Criminal de Caruaru. A Policia Civil, juntamente com equipes da Celpe e IC, se deslocaram até a rodovia estadual PE90, Povoado do Junco, n. 410, Vertentes, oportunidade em que foi constatado que estava ocorrendo furto de energia elétrica no imóvel, local onde funciona uma fábrica de gelo. O responsável pelo imóvel, *NATALÍCIO ALVES CORDEIRO*, foi autuado em flagrante delito. O autuado afirmou nunca ter sido preso. O mesmo foi conduzido até a delegacia de polícia civil em Vertentes para prestar esclarecimentos a respeito do ocorrido.

A equipe do Delegado: Ednaldo Moscoso havia sido informada a respeito de tal fato, quando por sua vez vinha realizando investigações acerca de um possível furto de energia (o chamado "gato" ou "macaco"), diante de provas colhidas no decorrer das investigações, o delegado juntamente com sua equipe estiveram em um estabelecimento comercial, no distrito do Junco, onde constataram a possível existência de desvio de energia elétrica para um estabelecimento comercial, ou seja, numa fábrica de gelo, o consumo real não era aferido pelo relógio.

Indagado, o proprietário do imóvel confessou que fez um “gato” para reduzir o valor da conta de luz.

Durante o interrogatório, ele declarou que realizou a ligação clandestina, realizando a manobra para economizar na conta de energia elétrica.

Os policiais acionaram a perícia técnica e também técnicos da empresa responsável pela distribuição de energia, sendo confeccionado laudo de local de crime e termo de ocorrência e inspeção, onde menciona lacre da caixa de medição e do borne do medidor violado, retirado o fio fase de saída do medidor e colocado no borne de entrada, medidor sem registra o consumo.

Com todos os elementos apresentados ao delegado de polícia, o suspeito foi autuado em flagrante, arbitrada a fiança (não informada o valor) sendo recolhido o valor e o autuado foi posto em liberdade. Enfim, o flagranteado aguardará em liberdade a decisão do Poder Judiciário. O acusado atualmente exerce o cargo de vereador no seu município.













Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.