segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Mais de 270 mil trabalhadores devem ser capacitados em Pernambuco


Mais de 270 mil trabalhadores devem ser capacitados em Pernambuco




Pernambuco vai precisar capacitar 270.982 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação e aperfeiçoamento entre 2019 e 2023. Os dados são do Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) com o objetivo de alertar o setor sobre a necessidade de aperfeiçoar o trabalho do profissional atuante, estar atento aos processos inovadores e subsidiar a oferta dos cursos.

De acordo com o estudo, a demanda prevista inclui em sua maioria o aperfeiçoamento de trabalhadores que já estão empregados no segmento industrial, seguido da formação inicial para ingressar no mercado de trabalho, exigindo uma atualização profissional tanto para os que já atuam, quanto para os que ainda vão entrar no mercado.

O estudo detectou que os cursos que vão demandar maior capacitação de profissionais com formação técnica em Pernambuco são as áreas transversais, metalmecânica, energia e telecomunicações, logística e transporte e informática.

O Mapa aponta ainda que entre as ocupações que exigem cursos de qualificação e que mais vão demandar profissionais capacitados estão operadores de máquinas para costura de peças de vestuário, padeiros e confeiteiros. Já em relação ao nível superior o estudo do Senai coloca as áreas de informática, gestão e construção com as que mais vão precisar de qualificação profissional no período.

Segundo a diretora regional do Senai Pernambuco, Camila Barreto, o Mapa Industrial é elaborado como uma projeção para o setor, se baseando também no cenário político e destaca que o estudo não representa o surgimento de novas vagas. “Ele é feito a partir dos cenários que são elaborados a partir do futuro, analisamos todo o cenário da economia e os tipos de ocupação que o mercado irá absorver entre 2019 e 2023. Nele foi identificado a necessidade de formação e capacitação desses profissionais, para garantir um melhor crescimento da indústria. Isso necessariamente não é um aumento de vagas, é uma necessidade da indústria de qualificar uma mão de obra já existente e dos que podem contratar”, destacou.

Camila Barreto destaca que além de subsidiar a oferta de cursos do Senai, o Mapa do Trabalho pode apoiar jovens na escolha da profissão e trabalhadores que desejam retornar ao mercado de trabalho. “O Senai qualifica a mão de obra com cursos técnicos, formação profissional e em consultoria para aumentar a produtividade da indústria, tem o instituto Senai de inovação, para contribuir com a produtividade da indústria local. O Senai hoje tem 11 escolas de Recife até Araripina, no agreste, sertão e Região Metropolitana do Recife”, disse.

A diretor regional do Senai reforça que a instituição disponibiliza cursos para formação e capacitação, e os interessados podem entrar em contato por meio do telefone 0800 600 9606, conferindo também maiores informações no site www.pe.senai.br.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.